Polo interno de capacitação e apoio à EAD

 

 

Noticias

Polo EAD Unifesp promove evento que ensina programação a crianças da rede municipal em Scratch Day

Evento foi promovido por educadores e alunos do Curso Superior de Tecnologia em Design Educacional da Unifesp

Por: Luciano Gamez

Ensinar crianças da rede municipal a programar de forma lúdica e divertida. Esse foi o foco do primeiro Scratch Day promovido pelo Polo EAD da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), no dia 26 de maio.

Com a participação de educadores e alunos do Curso Superior de Tecnologia em Design Educacional (Tede) da Unifesp, o laboratório multimídia do Polo EAD Unifesp recebeu estudantes da oitava série do ensino fundamental para um dia de aprendizado tecnológico. O evento faz parte da décima edição do Scratch Day, acontecimento global que visa incentivar o desenvolvimento de projetos como um dos principais movimentos de educação aberta do mundo. 

A iniciativa ocorreu no âmbito das atividades de extensão do Tede (Curso Superior de Tecnologia Educacional), por incentivo da Profª Paula Carolei, coordenadora do curso, ao aluno Felipe Gonzalez:  me inspirei no scratch day, que é um movimento global onde a gente faz pequenas computer club house e leva alunos e pessoas interessadas em tecnologias a participar de iniciativas em educação aberta na plataforma scratch. Há um ano atrás eu entrei para a rede Brasileira de aprendizagem criativa, onde a gente trabalha algumas tecnologias em educação aberta aplicadas para a escola pública e com impacto social. Então, como eu sou um dos articuladores da rede, a gente achou interessante trazer essa iniciativa aqui para a universidade e fazer essa ponte com a escola pública e com a Secretaria Municipal de Educação de São Paulo.

Criado em 2007 pelo Lifelong Kindergaten, do MIT Media Lab, sob a liderança do professor Mitchel Resnick, Scratch é uma plataforma de educação aberta voltada à programação simples desenvolvida especialmente para crianças do ensino fundamental. Destina-se à criação e promoção de sequencias animadas para que os jovens aprendam a programar ao passo que desenvolvem jogos, animações e histórias interativas. Aprender programação em Scratch permite aos alunos e professores unirem a tecnologia a outras disciplinas escolares na montagem de projetos específicos, permitindo assim que as crianças interajam de forma criativa e interdisciplinar.

O uso da plataforma Scratch no contexto educacional de jovens tem crescido muito no Brasil, sobretudo por adeptos da Educação aberta e em rede. Essa característica facilitou o seu uso nas aulas de informática pela professora Maria Cláudia da Silva, da EMEF Raul de Leoni, na Zona norte da capital paulista. Para ela: o aprendizado da programação auxilia também nas aulas de matemática. A gente trabalha usando o plano cartesiano para mostrar o scracth. A gente tenta usar isso ao máximo nos projetos para desenvolver, para buscar ideias, criatividade.

Para o aluno Pablo Gustavo Almeida da Silva que participou do evento: é muito interessante aprender a programar o Scratch, pois além das aulas de informática e de matemática, ensina a gente também a mexer com robótica e isso é muito legal.

A característica interdisciplinar proporcionada pelo uso da ferramenta é reforçada pela professora de português Ana Maria Profili que acompanhou as crianças no evento: A utilização do scratch pode ser aplicada na construção de textos, de personagens, e inclusive nas aulas de gramática, pois os alunos aplicam os conhecimentos a uma prática de jogos trazendo os personagens que estão vendo nos textos. É notória a satisfação das crianças daquilo que eles estavam vivenciando na escola, e que hoje eles estão vivenciando em outro ambiente. Tem aluno alí que a gente percebe que tem uma dificuldade muito grande na prática do português, mas aqui ele estava numa facilidade para entender...os olhinhos brilhando. Esse aluno que tem a dificuldade estava ensinando o outro na realização dessa atividade, então deixou de ser abstrato, distante, e passou a ir para o concreto. É muito legal para eles, valeu a pena ter vindo.

Giovana Vieira, aluna da oitava série que também compareceu ao evento afirma que ter participado da oficina foi muito interessante: Aqui eu aprendi a programar jogos. Se eu quiser fazer um jogo do meu jeito eu posso fazer. Fazer um jogo pra mim, pra eu ficar jogando, e que vai ser a minha cara, é muito mais divertido.

Felipe Gonzalez, idealizador do evento e aluno do Tede conta com entusiasmo que promover o Scratch Day na Unifesp o fez sentir-se realizado. É muito bom ver a alegria, o brilho no olhar que elas demonstram toda vez que têm uma interação de tecnologia e elas fazem o ciclo de aprendizagem em cima de uma construção, vendo o resultado, sendo autoras do próprio contexto de aprendizagem. Ver essa alegria nelas, a interação, a colaboração, essa sinergia,  isso pra gente não tem preço. A interação entre os alunos fortalece principalmente as relações sociais. As vezes a tecnologia é aplicada na escola de uma forma errada, que não aproxima as pessoas. Mas a gente vê que em cima de projeto como esse, usando a tecnologia como uma forma de integrar as pessoas, eles conseguem uma boa sinergia para poder fazer esse trabalho. Isso é muito gratificante.

Ao final das oficinas os estudantes receberam o certificado de participação e posaram orgulhosos para as fotos.

20170526_151246.jpg 20170526_150652.jpg
20170526_145657.jpg IMG-20170526-WA0014.jpg
IMG-20170526-WA0016.jpg 20170526_170420.jpg

 

Polo de apoio a EaD da UNIFESP sedia encontro presencial do Curso de Especialização em Educação e Tecnologias da UFSCar

Ocorreu nos dias 28 e 29 de Janeiro, no Polo de Educação a Distância da Unifesp, coordenado pelo núcleo UAB/UNIFESP, o primeiro encontro presencial do curso de Especialização em Educação e Tecnologias promovido pelo Grupo Horizonte da UFSCAR  (Grupo de Estudos e Pesquisas sobre inovação em Educação, Tecnologias e Linguagens).

O curso, que teve seu início em 06/12/2016, é destinado a profissionais, graduados em qualquer área de atuação, interessados na melhor compreensão das particularidades da relação entre a Educação e as Tecnologias, seja na forma presencial ou a distância, possibilitando ao egresso a formação especializada em uma (ou mais) das seguintes habilitações:

  • Gestão da Educação a Distância
  • Docência na Educação a Distância
  • Mídias na Educação
  • Produção e Uso de Tecnologias para Educação
  • Projeto e Desenho Pedagógico (Design Instrucional)

 

Trata-se de um programa de formação destinado a promover a construção de conhecimentos envolvidos na incorporação de tecnologias diversas no contexto educacional, considerando a perspectiva da produção e/ou do uso das tecnologias e materiais didáticos, do ensino-aprendizagem, das linguagens midiáticas etc. A proposta busca atender a educadores) e demais profissionais graduados e/ou interessados na temática, seja na educação básica, superior, corporativa ou autônomos.

Clique aqui para saber mais sobre o curso.

 

Unifesp debate os desafios na promoção do desenvolvimento na primeira infância

Palestrantes nacionais e internacionais apresentaram suas experiências e resultados de trabalhos de apoio a crianças e seus familiares
 

Por Mariane Santos


Na última terça-feira (22/11), a Unifesp sediou o I Simpósio Internacional: Desafios na promoção do desenvolvimento na primeira infância, realizado pela Unidade de Psiquiatria da Infância e Adolescência (UPIA), do Departamento de Psiquiatria da Escola Paulista de Medicina (EPM), em parceria com a Universidade Aberta do Brasil (UAB), ambas da Unifesp, por meio do Polo EAD Unifesp. As questões da primeira infância foram apresentadas por especialistas nacionais e internacionais, dedicados à pesquisa e estudo do desenvolvimento infantil, que trouxeram suas experiências e resultados de trabalhos que promovem e incentivam políticas públicas e programas de apoio a crianças e seus familiares. 

O encontro iniciou com James Leckman, professor de Psiquiatria infantil, Psiquiatria, Psicologia e Pediatria na Yale School of Medicine (EUA). Pathways to Peace and Violence Prevention: The transformative power of children and families foi o tema que norteou sua apresentação.  Leckman retratou a exposição das crianças à violência como experiência traumática e as consequências até a idade adulta; o desenvolvimento da criança e a capacidade do cérebro (estrutura e função);  intervenções para reduzir as medidas de violência; bem-estar cognitivo, emocional e social; experiências adversas na infância como má-nutrição, negligência, abuso e outras formas de disfunção no lar que podem afetar negativamente a estrutura e a função do cérebro, sistemas hormonal e imunológico e até mesmo o DNA, entre tantos outros pontos. Ele ainda apresentou alguns programas com famílias e sua importância, que são desenvolvidos em todo o mundo que vão desde programas de visitas domiciliares que começam durante a gravidez até trabalhar com grupos de pais de crianças em idade pré-escolar. 

Leia mais...

I Simpósio Internacional - Desafios na promoção do desenvolvimento na primeira infância

!cid_15f70a0c-7306-1e6e-a561-b57b397f09ee@yahoo.gif

Unifesp inaugura Polo de EaD João Vicente Cegato Bertomeu

Espaço permite o desenvolvimento de atividades à distância e cursos de capacitação aos servidores

 

Foi celebrado, nesta segunda-feira (15), a inauguração do Polo de Educação à Distância (Ead) Unifesp João Vicente Cegato Bertomeu, localizado na Rua Borges Lagoa, 758. Constituído pela Reitoria, Secretaria de Educação à Distância e Coordenadoria da Universidade Aberta do Brasil da Unifesp, o local abriga salas com computadores, televisores e equipamentos de ponta, que permitem o desenvolvimento de diversas atividades de EaD, além de cursos de capacitação para servidores da instituição.

 

10421_ibw.JPG

 

Durante a cerimônia de inauguração, a coordenadora da Universidade Aberta do Brasil (UAB)/Unifesp, Izabel Meister, comentou sobre a importância do momento e de levar adianta as ações desenvolvidas nessa área. “O trabalho, na verdade, está só começando. O Polo de Educação à Distância traz o que chamo de ponto de convergência e a sua inauguração marca a ideia de que estamos e vamos continuar trazendo atividades de qualidade”.

Leia mais...

Eventos

16/09/2017 – ZL Vórtice - Seminário com Nelson Brissac

Palestrante convidado: Prof. Dr. Nelson Brissac Peixoto

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Setor de Pós-Graduação, Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Semiótica. 

Inscrições (encerradas): 

Rua Botucatu 862
Horário: 10hs – 12 h
Vagas limitadas

Tema: ZL Vórtice

Proporcionar espaço para reflexão sobre o laboratório de Intervenções Urbanas da Zona Leste de São Paulo, com objetivo de desenvolver habilidades de comunicação em Design Educacional para o desenvolvimento de projetos de intervenção social que analisem e relacionem aspectos da Educação a Distância aplicados à prática profissional do Designer Educacional.

04/09/2017 a 05/09/2017 – Encontro Regional de Coordenadores de Polo UAB da Região Sudeste

Palestrantes convidados: DED/CAPES

Diretoria de Educação a Distância da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior 

Inscrições (restrita): 

Auditório Marcos Lindenbergh
Rua Botucatu 862
Horário: 08h – 12 h; 14h – 18h
Vagas limitadas

Tema: Encontro Regional de Coordenadores de Polos do Sistema Universidade Aberta do Brasil: Região Sudeste

 

Contexto do Sistema UAB: ações conjuntas, mapeamento dos alunos, portabilidade e disciplinas em rede, evasão, gestão nos polos, fóruns estaduais e nacional de coordenadores de polos UAB, novos parâmetros no âmbito do Sistema UAB.

04/07/2017 – Palestra Internacional Design Especulativo e Earth Computing

Palestrante convidado: Prof PhD. Brett Stalbaum,

Universidade da Califórnia, San Diego (UCSD)

Inscrições (até 04/07/2017): Link

Rua Botucatu 862
Horário: 10h – 12 hs
Vagas limitadas

Tema: Curso de Design Especulativo

A palestra do Prof. Stalbaum apresentará as principais características e propostas do recém inaugurado curso de Design Especulativo da UCSD. Além da palestra sobre o curso, Stalbaum apresentará o projeto Earth Computing, que vem sendo desenvolvido em parceria com a Unifesp.

Proponente:  Núcleo da UAB/Unifesp

26/05/2017 – Scratch Day

Scratch Day

O evento faz parte da décima edição do Scratch Day, acontecimento global que visa incentivar o desenvolvimento de projetos como um dos principais movimentos de educação aberta do mundo. 

Inscrições: encerradas   

Rua Botucatu 862
Horário:09h-12h e 14h-18h
Vagas limitadas

Proponente: Núcleo da UAB/Unifesp

09/12/2016 - WIDE – UAB/UNIFESP

Workshop Imersivo de Design Educacional
Ciclo de eventos para discussão e reflexão sobre a profissão do Designer Educacional.

Tema: Design Educacional em contextos corporativos

 

Inscrição – clique aqui        

Rua Botucatu 862
Horário: 14 as 17h
Vagas limitadas

polo-ead-unifesp_marcaFINAL.png

APOIO 

 SEAD_Marca.png

 uab.png

 

PROJETOS INSTITUCIONAIS 

 

captaçãorhTEMP.jpg

b-comfor.jpg

escola.jpg

studio.jpg

fenaprevetemp.jpg

LIBRAS.jpg

mg.png

superatemp.jpg

logoTelessaude.jpg

b-una1.jpg

 

 

 

 

 

Unifesp debate os desafios na promoção do desenvolvimento na primeira infância

Palestrantes nacionais e internacionais apresentaram suas experiências e resultados de trabalhos de apoio a crianças e seus familiares
 

Por Mariane Santos


Na última terça-feira (22/11), a Unifesp sediou o I Simpósio Internacional: Desafios na promoção do desenvolvimento na primeira infância, realizado pela Unidade de Psiquiatria da Infância e Adolescência (UPIA), do Departamento de Psiquiatria da Escola Paulista de Medicina (EPM), em parceria com a Universidade Aberta do Brasil (UAB), ambas da Unifesp, por meio do Polo EAD Unifesp. As questões da primeira infância foram apresentadas por especialistas nacionais e internacionais, dedicados à pesquisa e estudo do desenvolvimento infantil, que trouxeram suas experiências e resultados de trabalhos que promovem e incentivam políticas públicas e programas de apoio a crianças e seus familiares. 

O encontro iniciou com James Leckman, professor de Psiquiatria infantil, Psiquiatria, Psicologia e Pediatria na Yale School of Medicine (EUA). Pathways to Peace and Violence Prevention: The transformative power of children and families foi o tema que norteou sua apresentação.  Leckman retratou a exposição das crianças à violência como experiência traumática e as consequências até a idade adulta; o desenvolvimento da criança e a capacidade do cérebro (estrutura e função);  intervenções para reduzir as medidas de violência; bem-estar cognitivo, emocional e social; experiências adversas na infância como má-nutrição, negligência, abuso e outras formas de disfunção no lar que podem afetar negativamente a estrutura e a função do cérebro, sistemas hormonal e imunológico e até mesmo o DNA, entre tantos outros pontos. Ele ainda apresentou alguns programas com famílias e sua importância, que são desenvolvidos em todo o mundo que vão desde programas de visitas domiciliares que começam durante a gravidez até trabalhar com grupos de pais de crianças em idade pré-escolar. 

Suna Hanoz, da AÇEV Foundantion and Parent Support Programs da Turquia, apresentou Empowering mothers. The mother child education program - a home–based early childhood and parenting program, para comunidades mais desfavorecidas do país. Suna mostrou a melhora nas relações entre as famílias e como contribuir para políticas de educação infantil e educação de adultos para populações carentes. 

Já Daniel Domingues dos Santos, professor da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FEA-RP/USP), abordou a educação na primeira infância e o desenvolvimento que elas têm em sua vida escolar. Para ele, para aprender plenamente, a criança precisa ter passado por um processo infantil satisfatório e, com isso, há ganhos no estudo, já que se desenvolvem rapidamente em seus primeiros anos. Ele exibiu resultados de estudos que mostram que a interferência da educação da mãe, janelas de oportunidades, argumentos a favor do investimento precoce com perspectivas de retorno no futuro, motivações no aprendizado, impacto significativo da pré-escola no ciclo da criança, desenvolvimento cognitivo das crianças, entre outras perspectivas. 

Ana Estela Haddad, professora do Departamento de Ortodontia e Odontopediatria da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo (USP) e coordenadora do programa São Paulo Carinhosa (Prefeitura do Município de São Paulo), finalizou o simpósio apresentando o projeto a qual gerencia e seus resultados, como a educação de qualidade para todas as crianças, alimentação escolar, estímulo à cultura, construção de espaços na cidade para aprimorar serviços sociais e iniciativas trabalhadas na cidade para articular formas e fortalecer a vida de muitas crianças e suas famílias. 

O evento contou com a presença de estudantes e profissionais da área da saúde e educação e estava sob a coordenação de Maria Conceição do Rosário, professora do Departamento de Psiquiatria e coordenadora da Unidade de Psiquiatria da Infância e Adolescência (UPIA) da Unifesp, e de Luciano Gamez, professor e coordenador de articulações de polos da Universidade Aberta do Brasil (UAB) na Unifesp e docente de Psicologia pelo Departamento de Fonoaudiologia da EPM/Unifesp.

Da esquerda para a direita: Daniel Domingues dos Santos, Maria Conceição do Rosário, Luciano Gamez, Ana Estela Haddad, Suna Hanoz e James Leckman
Da esquerda para a direita: Daniel Domingues dos Santos, Maria Conceição do Rosário, Luciano Gamez, Ana Estela Haddad, Suna Hanoz e James Leckman

*Crédito das fotos: Luciano Gamez

Sede Administrativa do Polo 
Endereço: Rua Borges Lagoa 758 – Vila Clementino

Tel: + 55 11 5576-4848 ramal/Voip 1370
E-mail: polo.ead@unifesp.br

Laboratório de Informática UAB Unifesp Daniel Sigulem

Endereço: Rua Botucatu 862 - Edifício Leal Prado.
 

Laboratório de Informática do Polo de Extensão
e Cultura da Zona Leste

EndereçoAvenida Jacu Pêssego 2630 - Itaquera